quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Homens Maus

 Acima, acredito que pela elegância, o primeiro , seja oVorochilov, depois o filho de Stalin, que era militar(tomava todas,  era um bêbado, segundo as más línguas-rs), sua linda filha, o velhinho sorridente,não sei quem é. Abaixo: Kagonovich, Malenkov, Stalin e Zhdanov.
 Stalin e Vorochilov rindo, alegres, possivelmente pq mandaram matar mais pessoas rs
 O sisudo Kagonovich

 Stalin com sua amada e linda filha, e um de seus filhos(boa pinta o rapaz, não?) Não sei precisar se esse era o filho dele que era militar(um bêbado, novamente segundo as más línguas), ou se era o outro, que era a vergonha do lider soviético, pois não fazia nada certo...


Um dos meus inúmeros defeitos , é ser simpatizante do comunismo. Hoje, cada vez mais niilista, não acredito no marxismo. Porém, uma mente doentia, que prima pelo mau, pode ter suas recaídas.

Desde a época do "Delírios e Surtos de Roderick Verden", minha humilde pessoa teve a intenção de postar sobre isso.

A primeira foto, retirei de um jornal, no começo desse século- está colada num álbum que possuo de fotos e textos que me fizeram a cabeça.

Ver parte da cúpula de Stalin, com a inclusão de sua filha e do seu filho militar, com Zhdanov(o último a direita) rindo intensamente,o velhinho militar acima, com a cara de bonzinho, dá-se o que pensar.
Como muitos dizem, família só é unida em fotos.rs
Zhdanov, o sorridente, era um duro, que pegou pesado no tocante à cultura soviética.Morreu,oficialmente, de morte natural, mas suspeita-se que não foi bem assim...

Kagonovich morreu nos anos 90, com  mais de 90 anos de idade, em plena era da perestroika. Stalinista convicto, dizia: Stalin era um homem prudente, que enxergava longe, tendo um papel marcante para a derrota do nazismo.  E disse mais, que certas camadas da sociedade(os capitalistas, claro), estavam de acordo com a abertura capitalista, mas  outra parte da população estava calada. Criticou tb o apoio da igreja ortodoxa aos capitalistas, aos czares, na época que eclodiu a revolução.  Kagonovich, segundo seus opositores, era considerado um homem sem piedade, que suscitava terror.
Será que vale à pena termos piedade?

Bom, é provável que eu volte ao assunto.

12 comentários:

  1. Então volte Senhor Verden, adoro ouvir essas suas histórias!

    Eu também simpatizo com o comunismo, li e tenho em minha estante "O manifesto do partido comunista" e alguns livros de Lenin e tenho amigos e amigas militantes comunistas, na ultima eleição votei em uma dessas amigas!

    Sempre lembro que quem colocou o povo na História na qualidade de sujeito foi o velho Marx e o capitalismo não é a forma de governo mais justa para se permitir sair por ai criticando outras formas, ou milhares de pessoas não morrem de frio, fome, solidão, abandono e etc nos paises capitalistas todos os dias, isso é justiça...

    Mas, vá os nossos governantes não são melhores que os que estão ai em cima não violão!

    #exagerei no coments néh?!?!

    ResponderExcluir
  2. Não exagerou, não, Pandora, fique à vontade. Muito sensato seu comentário.

    Stalin e seus auxiliares eram competentes. A maioria da população russa gostava e ainda gosta de Stalin.

    Stalin era gente boa, se não fosse ele não estaria aí do lado, com tanta gente e coisa boa.rs

    Grato pelo comentário.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Imagine uma folha de papel em branco e um ponto negro.
    A vida é assim.
    Temos uma folha em branco inteira para observar e aproveitar,mas sempre nos centralizamos nos pontos negros.

    ResponderExcluir
  4. Gostei da sua observação, Paredes, mas caso eu não a tenha entendido, pode me corrigir(rs).
    O ser humano é bem negativista mesmo.
    O socialismo real tinha suas vantagens. Líderes como Stalin, estão longe de serem santos. Stalin era radical, o próprio Marx era radical, no entanto, existem coisas positivas no comunismo, o que certos radicais não concordam.
    As coisas que os opositores falaram e ainda falam de Stalin são absurdas. Há fatos reais, mas muita invenção também.

    Grato pelo comentário.

    ResponderExcluir
  5. Adoro fotos antigas, essa que é sua, a primeira, é uma relíquia, hein!
    Eu nunca me identifiquei com a maldade (nao, nao sou Madre Teresa e nem quero), acho por isso nunca me aprofundei na vida dos homens que foram maus. Aqui nao podemos pronunciar o nome Hittler que você pode ir preso, sabia.

    ResponderExcluir
  6. Mas, Cris, Stalin e seus auxiliares não eram maus, só que não tinham paciência com a oposição.rs

    Verdade mesmo q pronunciar o nome de Hitler, na Aústria, pode levar à cadeia?! Bem radical isso, não?

    O que sei é que Hitler era austríaco e anexou a Austria à Alemanha. Sorry a ignorância, mas existe diferenças marcantes na cultura dos dois povos. Falam a mesma língua, tem a mesma origem, não?

    ResponderExcluir
  7. Simpatizo muito com o comunismo, e acredito que ainda não o enxergamos como fora idealizado em sua gênese.
    O que admiro em homens maus é a inteligência.
    Mas é importante lembrar acerca da existência da linha tênue entre ser bom e mau.

    ResponderExcluir
  8. Isso mesmo, Keila, linha tênue entre ser bom e ser mau.

    Obrigado.

    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  9. Presenciei um senhor ser preso dentro do metrô por usar uma camiseta com aquele sinal do nazismo, sabe? Imagine então pronunciar o nome do Hitler!! Sim, é preso, sem chance.

    Tem umas coisas que eu nao entendo, prendem por isso, e deixaram de prender um casal transando dentro do metrô de madrugada... auhauah

    Sim, Hitler era austríaco, e inclusive o idioma tem suas diferenças, como o nosso português e o de Portugal.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. O que mata as pessoas é poder ilimitado. Toda ideia é boa até que o poder suba a cabeça e transforme as pessoas em ditadoras sugadoras de alma!

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão respondidos.

Marcadores