segunda-feira, 4 de junho de 2012

Sobre o Rock

 Abaixo, uma das maiores roqueiras do mundo, a trepidante Enya
Já disse um tanto de vezes, que não sou expert em nada. A coisa na vida que me deu mais prazer foi escutar música, foi possuir quase 3.000 discos, incluídos vinis, cd's e mp3.

Me parece que foi a Rita Lee que disse preferir usar o termo "música" do que usar "rock". Concordo.
Detesto rótulos, apesar de ter pego o costume de dizer também "rock". No entanto , é comum eu dizer que o Pink Floyd é a coisa musical que mais gosto...

Em 1976, quando a revista brasileira, "Rock", postou a biografia dos Beatles, na edição seguinte, um leitor xingou a redação, dizendo, entre outras coisas, " Beatles não é rock, eles não passam de bundões românticos!".  Nesta mesma época, um colega me falou que debateu com um conhecido dele, se Beatles era rock ou não( o conhecido dele afirmava que não). Em outras biografias de rock, os Beatles estão presentes.
Porém, o que eles gravavam não era bem rock; gravaram alguns, mas foram covers de roqueiros ilustres, Chuck Berry, por exemplo. E, no meu ponto de vista, músicos de um naipe de Chuck Berry e Little Richard, faziam rock and roll. O único rock and roll composto pelos Beatles, que me lembro, é "I'm Down".
Como definir o estilo de "Get it Back" e "Hei Buldogg"?  "Helter Skelter", pra mim, é heavy metal.

Pink Floyd é rock?  Supertramp é rock? Ambos também estão presentes em revistas de rock.

O punk surgiu por volta de 1977, e grupos como os ótimos Television e Stranglers, foram "batizados" com o rótulo. Os integrantes das citadas bandas, não concordavam com tal fato. E, realmente, o som que eles criavam não era punk.

Eu poderia citar muitos exemplos... Bem, vou citar alguns apenas:

O baterista dos Rolling Stones, banda bem mais chegada no rock e no blues que os Beatles, numa entrevista, afirmou que o Black Sabbath não era uma banda de rock.

Há uma grande polêmica sobre o estilo do Pink Floyd: rock progressivo? Psicodélico? Pop?

E dentre as vertentes do chamado rock progressivo, existe a new age, e uma das representantes desse estilo é a Enya.

Fui citar a Enya entre as beldades que mais curto no rock, e fui esculhambado por duas comentaristas...

Bem, espero ter me feito claro.
E viva o rock! Ou viva a música!  Ou viva sei lá qual for o nome! rs

14 comentários:

  1. Conheço alguns trabalhos de Enya, devo ter alguns piratas no armário. Gosto e esqueci de por na lista. Como posso me conceder perdão? Só não gostei muito do CD para o natal. Achei meio comum.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Janice.

    Tenho dois vinis dela. Está de bom tamanho. Não sigo mais sua carreira. Gosto muito da sua voz, seu som é bem suave, mas acho suas músicas um pouco repetitivas, me cansam um pouco.

    Grato pelo comentário.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazia um bom tempo que eu não escutava Enya, outro dia estou fazendo faxina nos Cd's e encontrei um pirata. Eu gosto, sei que ela é muito boa, mas não morro de amores por ela. Acho que o que eu chamo de comum você diz repetitivo, cansativo.
      Beijos!

      Excluir
    2. Grato pelo comentário, Janice.

      Excluir
  3. Ela e Sarah Brightman fazem o mesmo estilo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Acho que já ouvi falar dessa Sarah, mas não me lembro de ter escutado. Vou pesquisar depois.
    Valeu a dica!

    ResponderExcluir
  5. Não curto muito rock, conheço alguns e brasileiros.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  6. É, Fábio, não temos isso em comum.rs

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Hhehehehe, claro é tua opinião, mas não concordo!
    Adoro gostar de Rock e gosto desse rótulo, tenho orgulho em dizer que esse é meu estilo, uma rocker kkkkk.

    Ahhh, detestooo Enya, ela me deixa nervosa! Lindaaaa, realmente linda, mas detesto ela e não a classifico como rock jamais!

    Mas o mundo é assim cheio de opiniões diferentes! Por isso o mundo é interessante!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu falei , no post, que a Enya é a maior roqueira de todos os tempos, por gozação. Na verdade, não considero Pink Floyd, Supertramp e Beatles como rock-e os adoro- evidentemente, que Enya tem menos ainda a ver com o rock. Mas a new age é um derivado do rock progressivo. A Enya, antes de ingressar na carreira solo, participava de um grupo chamado Clannad(tenho dois vinis deles), e estilo do grupo é um progressivo, tipo a banda Renaissance, só que menos sofisticado, mais pop.

    Veja bem, a primeira foto do post, peguei-a num site sobre rock. Madonna e Bob Marley tem a ver com rock? Bem, tenho uma espécie de enciclopédia do rock, com expoentes do rock, de "A" a "Z", e Bob Marley e até Roberto e Erasmo Carlos aparecem na relação.

    Grato por seu comentário.

    Bom feriadão!

    ResponderExcluir
  9. Também não gosto de me dizer "roqueira" ou coisa assim, sou uma aficcionada por música, apenas. O fato é que o rock se ramificou em mil estilos diferentes, tal como tem diversas vertentes. Acho que os Beatles, tal como a Jovem Guarda, é um rock mais singelo. Se bem que Beatles passou por tantas fases e criou tanta coisa, que eles não podem ser taxados com um só estilo. E acho que as boas bandas dificilmente podem. Elas sempre bebem de vertentes diferentes e criam algo que acaba sendo ímpar.
    Não, definitivamente não sou de taxar estilos. Há músicas que me fascinam e há as que não me despertam o mínimo interesse. Sou, no fim das contas, apenas uma ouvinte.

    ResponderExcluir
  10. Oi Ana, eu costumo falar que sou um "escutador" de música, só isso.

    Concordo com o que vc disse. No tocante aos Beatles, o grupo evoluiu com o passar do tempo, tanto nas melodias, como nas letras.

    Sou de outra geração. Acompanhei com mais assiduidade o rock, à partir de 1976. Nesta época, grupos como Led Zeppelin e UFO, chegaram a ser rotulados de heavy metal. Hoje, dizem que o Led é hard rock, no entanto, alguns críticos e parte dos fãs da banda, afirmam que a turma do Jimmy Page ia bem mais além, no seu som escutávamos folk, blues e até pitadas progressivas.

    Grato pelo comentário.

    ResponderExcluir
  11. Há controvérsias sobre o que é rock e o que não é, mas enfim, o importante é a banda ter músicas boas e gostar da banda e escutar independente do estilo...
    Gosto do Enya, tem músicas lindas, mão não consigo ficar escutando sempre porque enjoa!

    ResponderExcluir
  12. É isso, Enya é boa , mas enjoativa. Há pouca variação, e as músicas são excessivamente lentas. Mas, grande parte dos músicos da new age criam assim.

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão respondidos.

Marcadores